NOVO GÊNERO

Unsplash

A letra X está mudando a vida dos viajantes. Saiba o que isso significa

Ao menos oito países já legalizaram identificadores de terceiro gênero e permitem que os cidadãos alterem os passaportes sem validações superiores

            Unsplash

Na última década, Argentina, Austrália, Canadá, Dinamarca, Islândia, Nepal e Nova Zelândia incluíram os marcadores X e O (sigla de "outros") em documentos 

Unsplash

Nos EUA, Joe Biden prometeu basear-se nas políticas de Obama e disse que permitirá que cada transgênero, intersexo ou pessoa não-binária tenha a opção de mudar seu gênero no passaporte. O processo ainda não foi iniciado

              Unsplash

Ainda nos EUA, se um cidadão quiser mudar de sexo no passaporte, ele deve fornecer um atestado médico de que fez transição. Por enquanto, o documento americano exclui indivíduos intersexuais, não-binárias e trans que não se identificam simplesmente como homens ou mulheres

              Unsplash

Outros países além dos EUA já tiveram alguns progressos, como o Canadá. Alexander Cohen, secretário do Ministério de Imigração, Refugiados e Cidadania do país disse que as mudanças ocorreram  e que foram implementadas sem quaisquer problemas

Unsplash

Há países que permitem algum tipo de marcador de terceiro gênero, mas podem exigir certificações médicas ou documentos de procedimentos, como Áustria, ColÎmbia, Alemanha, Índia, Irlanda e Holanda

              Unsplash

Ainda há outros países que abordam a questão de forma mais rígida, ou, simplesmente, não abordam. Em Malta, por exemplo, não é necessário ter feito ou estar em processo de redesignação sexual, mas pode ter de prestar juramento ao entrar no país

              Unsplash

Apesar de alguns países oferecem legalmente a opção de terceiro gênero no passaporte, essas autoridades não podem garantir a entrada, trânsito ou proteção de seus cidadãos em outras fronteiras

              Unsplash

Apesar de alguns países oferecem legalmente a opção de terceiro gênero no passaporte, essas autoridades não podem garantir a entrada, trânsito ou proteção de seus cidadãos em outras fronteiras

              Unsplash

Antes de viajar, pessoas que aderiram ao terceiro gênero devem verificar com as embaixadas dos destinos para verificar a elegibilidade do passaporte. Caso contrário, podem ser barradas, multadas, detidas ou processadas

              Unsplash

            Unsplash